A Vida Sexual com Babu: “Tenho Vergonha de Mostrar Meu Corpo”


Babu

“Toda vez que eu vou transar com um cara, pela primeira vez, eu morro de vergonha de mostrar o meu corpo. Sei que o cara sabe que eu sou gorda, e está ali porque quer, mas ainda assim tenho marcas, celulites, que não dá para ver de roupa. Sinceramente tenho medo que o cara broxe. O que fazer com essa insegurança?”

Tenho duas boas notícias e uma má. A boa notícia é que você é normal, todo mundo se sente assim, em proporções diferentes. A má é que não existe uma fórmula mágica para se livrar desse tipo de pensamento, e do medo de rejeição constante, que é tão característico da relação feminina HOJE com o corpo.

Eu digo HOJE, porque essa relação não é algo ligado a fatores hormonais, ou relacionado aos nossos cromossomos XX. A pressão estética é algo cultural e faz com que, independente de como é nosso corpo, fiquemos reféns da aceitação do outro para nos sentirmos belas, sensuais e até mesmo NORMAIS! E isso não afeta somente mulheres, homens também. Porém é bem mais forte na gente, no momento em que criou-se essa fabulosa lenda de que “homens são mais visuais do que mulheres”.

Eu digo que isso é uma lenda por acreditar que se trata de um fenômeno social. No momento em que a imagem da mulher é sempre usada dentro de um contexto sexual, em que temos por todos os lados que olhamos imagens de mulheres semi-nuas, vendendo de lingerie a cimento, é natural que o gatilho visual de quem sente atração por mulheres seja mais aflorado. Aposto que se estivéssemos nos cercando de imagens de homens de cueca, fazendo cara de tesão, as coisas seriam diferentes. Somos ensinadas que um homem se insinuar com o corpo, rebolando, tirando uma roupa de maneira sensual, não é algo muito másculo. Agora, que me atire a primeira pedra que não teve um leve surto dentro das calcinhas ao assistir MAGIC MIKE. Ou seja, quando é feito da maneira correta, também sentimos tesão só com o estímulo visual. Não é só baixar as calças e mostrar o pau.

Isso tudo foi para dizer que: se o cara broxar, não foi porque ele viu suas estrias. Não foi porque ele descobriu que o seu peito não é tão em pé quanto parece no sutiã. Não foi porque a sua cinta do Dr. Rey escondia uma ou outra dobrinha. Existem mil fatores para isso acontecer, PRINCIPALMENTE o nervosismo. SIM, ELES TAMBÉM FICAM NERVOSOS. Somos todos seres humanos, passíveis de sentimentos e sensações.

E aqui vai a outra notícia boa: você não é responsável pelo tesão do outro, só do seu. Então não se preocupe com o que o cara vai achar, ele já está ali com você, seu vestidinho preto não escondeu o tipo de corpo que estava debaixo dele. E são justamente essas dobrinhas, furinhos, listrinhas que o seu parceiro está procurando. Por mais que a gente ache que isso tira o apetite sexual, isso pode ser um puta atributo. Isso significa que o cara tá transando com uma pessoa real, que está se revelando completamente para o outro. E isso é bem mais sexy do que transar de blusa.

Para você que não viu Magic Mike, ou pra quem viu porque nunca é demais, aí vai o filme resumido em seus mais relevantes 5 minutos.

Babu Carreira

    Comments

    comments