Vamos falar sobre Body Positive de biquini? #ouseservoce


Ontem começou o meu desafio de 31 dias de Ouse Ser Você, em que durante o mês de março vou postar no instagram uma foto com uma qualidade que eu amo em mim. Ontem eu abri com “eu sou única” e já tem post lá no tumblr do Ouse Ser Você com uma mini entrevista onde conto o que me faz única e o que eu acho do crescimento do mercado plus size aqui no Brasil.

Decidi escrever esse post porque na foto de hoje eu estou de biquini e na plaquinha está escrito “Eu sou gorda, Eu sou feliz”. Esse assunto é um pouco delicado mas eu já desmistifiquei um pouco o uso do biquini por meninas gordas aqui, mas eu quis escrever sobre ele para abordar um tema que às vezes é mal compreendido: o body positive.

Overlicious-Ouse-Ser-Voce-Gorda-Biquini-Plus-Size-1
O movimento do body positive promove a aceitação do seu corpo como ele é. Ou seja, ele não é exclusivo para nenhum tipo de padrão, ele não promove o “ser  gorda é melhor do que ser magra” ou o “ser magra é mais feminino do que ser musculosa”, por exemplo. E isso explica a essência do meu trabalho no Overlicious. Vejo nas redes sociais de  pessoas e grupos (que em teoria promovem o empoderamento da mulher e a independência do padrão de beleza) frases como “muita magrinha vai querer engordar para usar x roupa” ou “ninguém é feliz gordo” (!!!) e posts promovendo a competição entre mulheres usando o corpo como ferramenta para conseguir um homem: “homem gosta de carne, quem gosta de osso é cachorro” entre mil outros absurdos. E isso me incomoda. Muito. Se estamos promovendo o fim do padrão de beleza, por que ainda usamos ele como meio para chegar em um objetivo?

Overlicious-Ouse-Ser-Voce-Gorda-Biquini-Plus-Size-3

Eu escrevo sobre plus size porque é nesse nicho que me enquadro e existem estereótipos e preconceitos que tenho que vencer todos os dias; aqui mostro as minhas experiências. Isso não quer dizer que plus size é “o melhor”, acho que essa conversa de “melhor” não deve existir, porque é contraditória a ideia de se libertar de opressão oprimindo outras pessoas.

Por isso acho o Ouse Ser Você uma iniciativa maravilhosa. Um projeto que mostra pelo seu crescimento a carência da nossa sociedade de aceitação, de respeito, de não precisar competir. Aplaudo a premissa de que todas as mulheres devem se unir e não só as que estão de fora do padrão de beleza. De que todas somos maravilhosas e únicas na nossa maneira e que não precisamos de clubinho exclusivo para encontrar o nosso valor.

Esta é a terceira foto de biquini que posto no Overlicious e vou confessar que não foi mais fácil do que postar a primeira. O padrão também me oprime e sinto um milhão de dúvidas antes de postar esse tipo de foto. Também procuro defeitos em mim diariamente e postar uma foto de biquini é um grande exercício para encontrar beleza onde a mídia me bombardeia todo segundo dizendo que não tem, que não mereço, que não sou como as outras blogueiras, que não sou o suficiente.
Overlicious-Ouse-Ser-Voce-Gorda-Biquini-Plus-Size-2
E quer saber? Eu não faço mesmo parte desse padrão, eu sou gorda. Eu não sou como as outras blogueiras. Ainda bem! Porque eu sou eu, e isso é melhor do que ser qualquer outra pessoa. Precisamos tirar o corpo das outras pessoas da pauta, parar de fazer comparações, esse é o primeiro passo para encontrar beleza no que nós somos.

Para conhecer mais sobre o Ouse Ser Você
https://www.facebook.com/ouseservoce

Débora Fomin

 

    Comments

    comments