Gorda também é: Mãe


Este post é inspirado nas nossas leitoras maravilhosas que nos deixaram mensagens no facebook contando um pouco de suas histórias de mãe, ele faz parte de uma série que começa hoje em que vou falar sobre tudo o que uma mulher gorda pode ser e fazer BEM. Pensei nisso porque comecei a me sentir incomodada de ver que toda vez que uma mulher gorda é empoderada na mídia o tom é sempre muito sexualizado.

Embora precisemos também desse tipo de empoderamento de cunho sexual, sinto que muitas vezes ele é limitado a isso e estou aqui para provar que somos muuuuuito mais do que isso. Também somos profissionais bem sucedidas, pessoas criativas e capazes, também somos mães, também somos mulheres. E como estamos pertinho do dia das mães decidi abrir essa série com algumas das histórias dessas supermães que conversaram com a gente em nosso facebook no começo da semana.

Dina é dona da UPSY, aquela marca maravilhosa que sempre recomendamos para as meninas que estão atrás de biquini e peças mais retrô, ela nos contou que além de ser essa super mulher que atende a demanda de tantas gordinhas por roupas mais modernas, também é mãe da Maria Luiza (ou Lulu, como ela é chamada) de 9 anos. A Lulu nasceu com uma má formação congênita do tubo neural e é cadeirante e a Dina contou pra gente que ela é super falante e conquista todo mundo a sua volta.

Overlicious-Dina

Outra maravilhosa é a Cacau de 40 anos; ela tem 4 filhos e foi mamãe super novinha, seu filho mais novo nasceu quando ela tinha 24 anos. Aos 37 ela decidiu dar um up na autoestima e fez um ensaio fotográfico (a foto está lá no comentário dela no post). Ela contou que deu super certo e hoje ela se sente muito linda e cheia de amor próprio.

Overlicious-Cacau

Também tem a nossa amiga, a Pati. Conheço ela desde 2009 e ela compartilhou que também foi mãe super jovem; teve o Mattheus com 19 anos e fofa da Aimée com 28. Passou por todo aquele preconceito por ter sido mãe solteira mas seguiu sempre se amando e amando muito seus filhos. O Renan, que é pai da Aimée, veio para somar para esse time de sucesso e sabe muito bem da mulher maravilhosa que ele tem.
Overlicious-Pati

A Ana tem um filho de 4 aninhos que também veio de surpresa e virou a vida dela de cabeça para baixo. A gravidez trouxe mudanças em seu corpo, mas seu filhote trouxe também essa força para ela aceitar e amar o corpo dela e o mais importante é que ela disse que procura sempre passar esses valores de amor próprio e aceitação para seu filho. Amei a frase que ela postou “Somos todos únicos, independente dos números que cercam a nossa vida”.

Overlicious-Ana

Essas são só algumas das histórias incríveis que vocês nos contaram lá no facebook, fiquem sabendo que todas foram lidas e apreciadas e que estou escrevendo esse texto com lágrimas nos olhos de tanto poder que vi em vocês. Ser mãe não é para qualquer um e vocês merecem essa homenagem, afinal não é  nada fácil trazer um serzinho para esse mundo e cria-lo com saúde e valores.

Pensem nisso toda vez que escutarem que gorda é preguiçosa e sem força de vontade; toda força já existe em vocês e vocês trabalham dia e noite para que seus filhos se tornem adultos com caráter e respeito, e isso minhas amigas, não é trabalho de preguiçoso.

Feliz dia das Mães <3

Débora Fomin

    Comments

    comments