“Cansei de ser gorda”


giphy

Faz algum tempo que quero escrever sobre esse assunto mas nunca soube exatamente o que me incomodava, até que hoje conversando com minhas amigas maravilhosas, finalmente consegui identificar o problema. Sempre que vejo alguma mulher gorda anunciando nas redes sociais “vou emagrecer por causa de xyz” a maioria das vezes o discurso é carregadíssimo de preconceito e acho que nem elas conseguem entender o porquê. assim como eu não conseguia até hoje.

Na maioria das vezes, as mulheres gordas que anunciam algum processo de emagrecimento têm medo de serem excluídas do “movimento” gordo. Olha, eu já falei várias vezes por aqui o quanto eu odeio esse “movimento” (de que ser gorda é melhor do que ser magra). Ninguém aqui odeia magra e precisa que você tenha uma carteirinha do clube com seu peso atualizado para que você possa participar da luta contra a gordofobia. Você pode perfeitamente ser magra e lutar contra a gordofobia. Sabe como? Respeitando a experiência e fala de pessoas que são mais gordas do que você.

Mas o que é recorrente nesses posts é uma necessidade absurda que a pessoa sente de se desculpar e se justificar por decidir emagrecer e quando isso acontece, tudo piora. Todo mundo sabe que não é fácil ser gorda na nossa atual sociedade. Toda gorda já sabe o que é ser preterida em esportes, relacionamentos, moda e até trabalho. Quando você se utiliza desses pontos como motivo para emagrecer, é como se a luta contra gordofobia já tivesse uma solução: emagrecer. Além disso, volta o discurso do “ninguém é feliz gorda” quando uma pessoa não é feliz gorda. Parece que a satisfação com o corpo que pregamos ser possível é apenas temporária, um prêmio de consolação enquanto não chamam a nossa senha na fila da bariátrica.

Não, não estou dizendo que ninguém pode emagrecer nem que todo mundo é obrigado a ser feliz gordo. Mas quando eu vejo esse discurso passivo agressivo e cheio de justificativas fico pensando o porquê da pessoa estar defendendo o seu direito de emagrecer. Amiga, direito de emagrecer você tem desde que nasceu, e vou mais longe e digo que você tem dever de buscar ser magra apenas porque é mulher. Agora de ser gordo ninguém tem direito. Um gordo lutar por respeito é mimimi, é preguiça, é falta de #focoforçaefé. Então entenda, ninguém está fazendo bullying para quem quer emagrecer, mas fazem para quem não quer e isso impacta muito mais na vida das pessoas do que você pensa. Essa patrulha gorda para quem você está se justificando não existe.

Então fique em paz, faça o que você quiser com o seu corpo. Mas entenda o quanto afeta seus leitores (mesmo que sejam só seus amigos) o que você escreve. A minha dica é: não anuncie, porque as pessoas vão acompanhar o seu emagrecimento e se você falhar por qualquer motivo que seja, você vai ter que se justificar de novo. Quer emagrecer? Apenas o faça! De discurso motivacional a internet já está cheia, de fotos de antes e depois também. Então não misture as coisas: você não quer dizer que continua sendo empoderada, você quer biscoito por fazer o que todo mundo já queria que você fizesse desde o dia que você nasceu.

Débora Fomin

    Comments

    comments